Projeto de Extensão:

Preservar as Gerações Vindouras do Flagelo da Guerra

O curso de extensão visa abordar a memória da Segunda Guerra Mundial, no Brasil e no exterior, e suas lições para Direitos Humanos, traduzidas na evolução do direito internacional de combate ao racismo, discriminação racial, xenofobia e intolerância religiosa, com a ênfase sobre a necessidade da erradicação de nazismo, neo-nazismo, extremismo e terrorismo. A ONU, que surgiu em consequência da Vitória sobre o nazismo, com a vocação de “preservar as gerações vindouras do flagelo da guerra”, tem alertado a comunidade mundial ao ressurgimento do fenômeno de neo-nazismo contemporâneo, extremismo, xenofobia e outras práticas de intolerância. As tendências assinaladas não consistem apenas na glorificação do passado hitlerista, mas abrangem a negação da igualdade racial, a apologia da superioridade racial, a islamofobia, a cristianofobia, o antissemitismo, a negação do Holocausto. A ideologia de intolerância racial, praticada contra populações negras, povos indígenas, outras religiões e etnias, envolve cada vez mais jovens, recrutando-os em grupos de ódio racial, religioso ou étnico, através da tecnologia de informação, jogos eletrônicos de violência, disseminação de extremismo, terrorismo pelas redes sociais. A educação das gerações mais novas no sentido de percepção da ameaça de racismo, xenofobia, extremismo e intolerância emerge como um objetivo de grande significado para a construção de uma sociedade justa e igualitária.

O projeto recupera a memória da Segunda Guerra Mundial, na véspera dos 75 anos da Vitoria sobre o nazismo e da fundação da Organização das Nações Unidas, por meio das atividades de divulgação de relatos, de testemunhos e de fatos sobre a Guerra, que expõem e condenam os crimes de agressão e de lesa-humanidade, cometidos pela Alemanha nazista e julgados pelo Tribunal de Nuremberg, e que enaltecem as lutas e as façanhas das Nações Aliadas da coalização anti-Eixo, ressaltando a participação do Brasil – através da Força Expedicionária Brasileira - na Segunda Guerra Mundial.  

O objetivo principal consiste em estabelecer um ambiente construtivo dos sentidos identitários e intersubjetivos da memória da Segunda Guerra Mundial, através das projeções de documentários, seguidas de debates, comentários e de diálogos, estabelecidos entre debatedores e o público.

O curso objetiva oferecer a mostra de filmes, acompanhados de comentários e de debates, entre os quais documentários sobre a Segunda Guerra Mundial, a longa metragem “A Estrada 47”, documentário “Estrela de David no Cruzeiro do Sul", bem como os de “The Unknown War. Eastern Front” e outros mais, incluindo apresentações e debates. A ação final realizar-se-á, no dia 7 de maio de 2020, em forma de um seminário público, com a participação de autoridades, diplomatas, militares, docentes, discentes, pesquisadores,  público em geral, a ser realizado em conjunto com o Instituto de História da UFRJ, ECEME, ESG, ANVFEB, outros parceiros, no IH/IFCS. Nele os participantes do curso serão convidados a expressar opiniões e tecer comentários, referentes ao tema em debate.

Debatedores: 

Alexander Zhebit /NEPP-DH/UFRJ, Jorge Calvário dos Santos / ESG, Israel Blajberg / ANVFEB, Elitza Bachvarova FL/CLA/UFRJ, Fernando Velôzo Gomes Pedroso ECEME/UNIRIO, Jorge Ferrer GPPI/PPGHC/UFRJ, Ricardo Cabral UNIRIO/EGN.

Universidade: Universidade Federal do Rio de Janeiro

Unidade proponente: Núcleo de Estudos de Políticas Públicas em Direitos Humanos

Proponente: Prof. Dr. Alexander Zhebit (NEPP-DH/CFCH/UFRJ)

Período: de 13 de março a 7 de maio de 2020

Data: sextas-feiras

Horas: 14:30 às 18:30 hs.

Local: Auditório do NEPP-DH

Inscrições  (até o dia 12/03/2020)

Pelo SIGA (para alunos da UFRJ, Colégio da Aplicação, Colégio Pedro II)

Por e-mail (para o público externos): ccibb12@yahoo.com

2018 - Grupo de Pesquisa de Política Internacional GPPI - Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ